sexta-feira, 31 de março de 2017

Como Posso Tirar Melhor Proveito de Minhas Redações em Inglês?



Compositions: alguns alunos sentem arrepio ao ouvirem esta simples palavrinha saindo da boca de seu professor! Muitos dizem: "Mas tenho mesmo que escrever uma redação? Eu só queria aprender a falar!"

Alto lá, amigo! Falar uma língua significa desenvolver todas as habilidades que ela exige: ler, escutar e escrever estão incluídos! Ou será que você deseja ser um analfabeto em inglês?     😲

No trabalho, você com certeza precisará escrever relatórios, e-mails e vários outros tipos de documentos em inglês; já pensou, escrever um relatório cheio de erros de grafia e estrutura? Que feio! 




Escrever redações pode ajudá-lo muito a aprender a falar fluentemente. 

Como? Escrever ajuda na fluência?

É claro! Ao escrever, você tem mais tempo para prestar atenção à estrutura frasal, que geralmente, pode "passar batido" enquanto você fala. Também precisará pesquisar vocabulário para usar em seu texto, e assim, você aprenderá novas palavras. Também poderá prestar atenção aos tempos verbais e preposições. Enfim: você só sai ganhando ao escrever redações. E se for esperto, aproveitará as correções do professor para reescrever seu trabalho da forma correta, aprendendo ainda mais.





Algumas dicas úteis:

-Primeiro, pense no que você quer escrever. Faça um pequeno 'brainstorm' (significa deixar as ideias rolarem soltas) e anote tudo em uma folha de rascunho; depois, veja o que você vai querer usar na sua composition, eliminando o restante. 

-Escreva um primeiro rascunho; lembre-se de que toda história tem começo, meio e fim, e precisa fazer sentido para quem a lê. 

-Reescreva sua composition, separando-a em parágrafos bem organizados. Geralmente, o primeiro parágrafo serve para apresentar - introduzir - o assunto. No segundo parágrafo, você o desenvolverá, dando mais detalhes. Um terceiro parágrafo poderá falar sobre os pontos positivos, e um quarto, sobre os pontos negativos. Para encerrar, o quinto parágrafo poderá ser um pequeno resumo, afirmando a sua opinião sobre o assunto. Mas esta fórmula não é receita de bolo: é apenas uma sugestão.

-Ao terminar, vá dar uma volta. Mais tarde, releia seu trabalho e procure por erros de ortografia, gramática (tempos verbais, preposições, pontuação, estrutura frasal, etc...); vá dar mais uma voltinha, beba um copo d'água... e demore bastante. Quem sabe, umas duas ou três horas.



-Volte e releia: como você se sentiria no lugar do leitor? Seu texto está claro? O que você poderia melhorar? Há palavras que estão sendo irritantemente repetidas? Se há (e quase sempre, há), como você poderia substituí-las?

-Finalmente, make a clear copy (passe a limpo) pela última vez, com muito cuidado. Entregue ao professor e, ao receber seu trabalho corrigido, examine-o. Se necessário, faça perguntas. E reescreva tudo da forma correta. 

Trabalhoso? É, sim; mas sem dedicação, aonde se chega, não é mesmo?



Nenhum comentário:

Postar um comentário