sábado, 10 de fevereiro de 2018

Estudar Inglês Sem Estudar Inglês - Em apenas 20 Minutos!





Há muitas maneiras de estudar Inglês sem ter que, necessariamente, mergulhar em um livro de gramática! O estudo de inglês não precisa ser chato, pesado ou durar horas a fio. Muitas pessoas deixam de estudar porque acham que o tempo disponível que elas têm é curto demais - "O que eu poderia fazer em apenas vinte minutos?"

Quem sabe...     😉

-Ouvir uma canção em inglês que você adora. Em apenas vinte minutos, você pode relaxar, escolher uma canção, procurar a letra na internet e ouvi-la pelo menos cinco vezes (se a canção durar apenas três minutos) acompanhando a letra e cantando junto!






-Escrever uma pequena composição ou algumas frases em inglês sobre o que aconteceu no dia anterior (você exercitará verbos no passado) ou o que acontecerá no dia seguinte (tempo futuro). 




- Olhar em volta e tentar mentalizar frases sobre o que você vê: "There is a man crossing the street" ou "I can see a lot of people driving their cars, walking down the street and sitting on the park benches." Assim, você vai exercitar o presente contínuo.



aqui, o present continuous está sendo usado para falar de planos futuros!



-Aproveitar o trajeto para casa e escutar os áudios das aulas de inglês no carro, enquanto dirige.




-Acessar a internet e ler um artigo curto sobre um assunto que o interesse.




- Fazer parte do seu homework. Quem disse que é preciso fazer tudo de uma vez só?




-Ligar a TV e assistir as notícias em um canal britânico ou americano.

- Assistir um episódio da sua série favorita. Algumas séries com episódios completos, como "Everybody Hates Chris," duram em média vinte minutos.




-Assistir a uma vídeo aula de professores de inglês no Youtube. Você pode selecionar uma que se ajuste ao seu tempo disponível. 




-Se possível, bater um papo com alguém que também esteja estudando inglês. Vocês podem trocar conhecimentos e aprender um com o outro. 



Se você experimentar fazer essas coisas todos os dias durante um mês apenas, certamente notará a diferença!








segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

An Old Song - So Very Hard to Go








This a very old song, but also a very beautiful one. Let's sit down and relax to listen to it and learn something!    💔💔💔💔💔





So Very Hard To Go
Tower Of Power

Ah, Ah... Ain't nothing I can say, nothing I can do,
Ah, Ah, Não há nada que eu possa dizer, nada que eu possa fazer
I feel so bad, yeah, I feel so blue.
Me sinto tão mal, sim, me sinto tão triste
I got to make it right for everyone concerned
Tenho que acertar as coisas para todos os envolvidos
Even if it's me, if it means just it's me what's getting burned.
Mesmo que seja eu, se significa que sou somente eu que está se queimando

'Cause I could never make you unhappy, no, I couldn't do that girl,
pois eu nunca poderia fazer você infeliz, não, eu não poderia fazer isso, menina
Only wish I didn't love you so, makes it so, so very hard to go.
Apenas desejaria que eu não a amasse tanto, torna tão difícil  ir embora
(So very hard to go) 'cause I love you so,
(Tão difícil ir) porque a amo tanto
(So very hard to go) ah, I love you so
(Tão difícil ir) ah, eu a amo tanto

(Anh!....) I knew the time would come, I'd have to pay for my mistakes,
Eu sabia que a hora chegaria, tenho que pagar pelos meus erros
I can't blame you for what you're doing to me girl, even though my heart aches.
Não posso culpá-la ou o que você está me fazendo, menina, embora meu coração doa
Your dreams have all come true just the way you planned them,
Seus sonhos todos se realizaram, exatamente do modo que você os planejou
So I'll just step aside, I'm going to step aside and lend a helping hand then.
Então só me afastarei, eu vou me afastar e mandar uma ajuda depois

'Cause I could never make you unhappy, no, I couldn't do that girl,
Pois eu nunca poderia fazê-la infeliz, não, não poderia fazer isso, menina
only wish I didn't love you so, makes it so very hard to go.
Apenas queria não amá-la tanto, torna  tão difícil  ir embora
(So very hard to go) 'cause I love you so
(Tão difícil ir) pois eu a amo tanto
(So very hard to go) oh, I love you so (anh!...)
(Tão difícil de ir) oh, eu a amo tanto

I could never make you unhappy, no, I couldn't do that girl,
Eu não poderia nunca faze-la infeliz, não, eu não poderia fazer isso, menina
only wish I didn't love you so, makes it so very hard to go.
Apenas desejaria não amá-la tanto, torna tudo tão difícil ir embora
(So very hard to go) 'cause I love you so
(Tão difícil de ir) porque eu a amo tanto
(So very hard to go) oh, I love you so
(Tão difícil ir) oh, eu a amo tanto
(So very hard to go) And it ain't easy to walk away when a man loves somebody
(Tão difícil ir) E não é fácil ir embora quando um homem ama alguém
(So very hard to go) Hey, hey, hey, hey.
(Tão difícil de ir) hey, hey, hey

TAKE A LOOK!     👇



'Ain't nothing I can say..." > "Ain't é uma maneira muito informal de dizer "não há" (there isn't) Por favor, jamais usem isto em uma redação...
Também é comum, em inglês coloquial, ver ou escutar frases usando esta construção para substituir o verbo 'to be', como em: "I ain't got no money" - I don't have any money' (não tenho nenhum dinheiro) ou 'She ain't home.' - She isn't at home (ela não está em casa). Mas lembre-se que esta construção é muito informal e deve ser sumariamente evitada em conversas formais, como entrevistas de emprego, e em redações. 


"Only wish I didn't love you so..." - WISH + VERB IN THE PAT SIMPLE > Usamos esta construção quando queremos expressar algo que gostaríamos de ver acontecendo, mas que no momento, não é possível ou real; Como em "I wish I had money to buy a house." (Gostaria de ter dinheiro para comprar uma casa) e em "She wishes she were a millionaire" (Ela gostaria de ser milionária). 

Mais alguns exemplos: Bob wishes he could travel more (Bob gostaria de poder viajar mais)
I wish I didn't have to work tomorrow - (Gostaria de não ter que trabalhar amanhã)
They wish they lived in a big city (Eles gostariam de morar em uma cidade grande)

Repare que, apesar de usarmos os verbos após 'wish' no passado simples, o desejo manifestado se trata de algo que gostaríamos de ver acontecer no presente ou no futuro!

Now... listen to the song again; learn to sing along!








domingo, 14 de janeiro de 2018

LET'S EAT FRIENDS!







Let’s Eat Friends!



Você deve ter percebido a estranheza da  frase acima - que o convida a comer seus amigos: Let’s eat friends – justamente porque não existe pontuação após o verbo ‘eat.’ Vamos ler mais uma vez; desta vez com a pontuação correta: “Let’s eat, friends!” Bem diferente, não é? Agora, a frase trata-se de um convite aos amigos para comerem juntos.
Daí a importância da pontuação, não somente no inglês, mas em qualquer outra língua. 
Vamos entender para que servem as pontuações em inglês, e seus respectivos nomes:   👇

Colon (:) –  Usado para começar a listar coisas, como em:

I bought: Three pencils, one notebook, a pen, and an eraser.

Também usamos os dois pontos para separar os números em horas: “ It’s 2:45.”


Semi colon (;) O ponto e vírgula fica entre a vírgula e o ponto final. Ele indica uma pausa não tão breve quanto a da vírgula, mas não tão longa quanto a do ponto. Podemos usá-lo quando não desejamos usar connectors (but, however, although...) como no exemplo:

I didn’t want to go to the club; I don’t like that place.
I like Mary; she’s a real friend.


Comma (,) –  A vírgula, como no português, conecta uma série de orações independentes: 
I had bread, soup, chicken, and a banana for dinner. (Reparem o uso da vírgula após a palavra “and”, diferentemente do português).

Nas Relative clauses, a vírgula é usada para incluir informações não relevantes (non-essential information), como nos exemplos:

John, who is 25 years old, is graduated in arts.
My father, who lives in Denver, got married again.
A vírgula, como no português, também indica uma breve pausa na leitura:
Wait a moment, I’ll be with you soon.

Dash (_) – O travessão pode ser colocado em diálogos, para definir quem está falando; observe o diálogo:

- Mary! Come here, please!
- I can’t, John. I’m busy at the moment!

Ele também é usado para acrescentar um comentário ou observação ao texto, da mesma forma que você usaria parênteses:

You might think I’m crazy  –  I’m not. 


Hyphens (-) – Muito parecidos e confundidos com os travessões, eles são usados de maneiras diferentes! Em primeiro lugar, eles são usados para unir palavras, como nas expressões: (up-to-date, run-on, run-down, great-grandmother, e em números, como: fifty-one, thirty-two, etc...). 
Importante: enquanto os travessões têm espaços em ambos os lados, o mesmo não acontece quando usamos hífens! Não há espaços entre as palavras quando eles são usados; exemplos:

old-fashioned – ninety-two – a twenty-five-year-old boy


Exclamation mark (!) – Os pontos de exclamação em inglês são usados da mesma forma que em português: para indicar surpresa, choque, alegria, irritação, etc...
Exemplos:

I love you!
Bridget! What a nice surprise!
I hate this town!


Full stop / period (.) – Eles marcam o final de uma frase.

Example: Rome is the Capital of Italy.

Também podem indicar uma abreviação, como em “I’ll get there by 6 p.m.”

Em inglês, tratando-se de números, usamos pontos, e não vírgulas: “It cost 6.5 million dollars.” Neste caso, ao lermos os números, a frase ficará assim: “It costs six POINT five million dollars.”


Inverted commas / quotation marks (“ ) – Podem ser simples (‘) ou duplas (“). Elas são usadas para reproduzir ao pé da letra alguma coisa que alguém disse, como no exemplo:

My grandfather used to say: “Better late than never!” Neste caso, usamos as duplas.

Mas se estivermos reproduzindo a fala de alguém dentro de uma outra fala, usaremos ambas, e ficará assim: 'I haven't spoken to Peter for months,' Dianne said.'The last time I spoke to him he said, "I'm going to Bahrain and won't be back for about three years", I've heard nothing since then'. 
(fonte: EducationFirst).


Question marks (?) - Como no português, são usadas ao final de perguntas: How much is it?




Let’s laugh a little!





🙈🙉🙊

Leia estas frases sem pontuações, ou com pontuações mal colocadas. Como você as pontuaria, para que ficassem corretas?

1- Em um hotel: “If you had a good time tell a friend. If you didn’t tell us.”
2- Em um supermercado: “Love people. Cook them. Tasty food.”
3- Em um local público: “No, smoking in this area.”
4- Nos limites de uma propriedade: “No soliciting or trespassing violators will be prosecuted.”
5- Em qualquer lugar: “I love cooking my dogs and my family.”
6- Durante uma conversa pelo messenger: “We have 2 hours to kill someone come see us.”
7- Um pensamento machista? “A woman without her man is nothing.”


Corrigindo:

1- If you had a good time, tell a friend; if you didn’t, tell us.”
2- Love people: cook them tasty food!”
3- No smoking in this area.”
4- No soliciting or trespassing. Violators will be prosecuted.”
5- I love cooking, my dogs, and my family.”
6- We have 2 hours to kill. Someone come see us.”
7- Woman: without her, man is nothing!”






sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Talk to Yourself!







Just the other day I came across a video by Carina Fragozo, a videologger and English teacher who gives tips on how to improve your English. I think she's great! Well, on this video she was teaching people how to improve their speaking without having an interlocutor; yes, completely alone, in the quietness of your house... just talking to yourself!  But... is it possible?

Yes! Definetely, yes! 

I wrote an e-book giving tips to students on how to improve their English - "Por que Não Aprendo Inglês?"-  and it is available on amazon.com.br. . In this book, I give the same piece of advice: talk to yourself! Maybe, you're in the shower, and you start to remeber what you have to do during the day. Why not say it out loud, in English? Example: "Today I have to attend a meeting at 3 o'clock, and after work I'm attending a lecture on how to improve my English..." and so on.





You can also improve your past tenses, by talking to yourself about the things you did yesterday; example: "Yesterday I was very tired so I decided to stay home. I watched a film, had dinner and then..." 

 You can also learn new adjectives. Start talking about your personality, or someone else's personality (in this case you don't even have to worry about being kind, because the person in question won't be there to listen!). 😏 If there is an adjective you'd like to use but do not know how to say it in English, all you have to do is look it up in an online dictionary! This way, you will also improve your vocabulary.

If you love films, try to tell yourself about the plot of a film you've seen. For example, you can start by: "This is the story of Forrest Gump, a very unusual man who..."

As you can see, there are no excuses: you can practice your English and learn more things even when you are alone at home!



sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Yesterday Once More - Do You Remeber this Song?






Let's sing! It will improve:
-Your listening skills
-Your pronunciation
-Your vocabulary
-Your fluency
      And, most importantly, your mood!!! 
 

😜



Yesterday Once More  -                          Ontem Mais Uma Vez
The Carpenters

When I was young                               Quando eu era jovem
I listened to the radio                           Eu ouvia o rádio
Waiting for                                           Esperando
my favorite songs                                Por minhas canções favoritas
When they played                               Quando elas tocavam
 I'd sing along                                      Eu cantava junto
It made me smile                                 Isto me fazia sorrir

Those were such happy times              Aqueles eram tempos tão felizes
And not so long ago                              E não foi há tanto tempo
How I wondered                                   E como me perguntava
Where they'd gone                                Para onde eles tinham ido
But they're back again                           Mas eles estão de volta outra vez
Just like a long lost friend                   Como um amigo há muito perdido
All the songs                                        Todas as canções
I loved so well                                     Que eu amei tanto

(*) Every Sha-la-la-la                             Cada sha-la-la-la
Every Wo-wo-wo                                   Todo wo-wo-wo
Still shines                                              Ainda brilham
Every shing-a-ling-a-ling                       Todo shig-a-ling-a-ling
That they're starting to sing                   Que estão começando a cantar
So fine                                                     Tão bem

When they get to the part                    Quando eles chegam à parte
Where he's breaking                             Na qual ele está quebrando
Her heart                                               O coração dela
It can really                                         Isto pode realmente 
Make me cry                                        Me fazer chorar
Just like before                                     Exatamente como antes
It's yesterday once more                      É o ontem mais uma vez

Lookin' back                                        Olhando para trás
on how it was                                        Sobre como isto foi
In years gone by                                     Em anos que passaram
And the good times that I had               E no quanto eu me diverti
Makes today seem rather sad                Faz hoje parecer um tanto triste
So much has changed                             Tanta coisa mudou

It was songs of love that                       Eram canções de amor
I would sing to them                              Que eu cantava para eles
And I'd memorize each word               E eu memorizava cada palavra
Those old melodies                               Aquelas velhas melodias
Still sound so good to me                    Ainda soam boas para mim
As they melt the years away               Enquanto elas derretem os anos

Repeat (*)

All my best memories                       Todas as minhas melhores memórias
Come back clearly to me                  Voltam claramente para mim
Some can even make me cry            Algumas podem até me fazer chorar
Just like before                                  Exatamente como antes
It's yesterday once more                   É o ontem mais uma vez

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

"Faça Assim, Não Faça aquilo!"






Como professora de inglês, costumo assistir a vídeos de outros professores no YouTube, pois gosto de partilhá-los com meus alunos quando são bons. De fato, existem muitos vídeos com conteúdos interessantes, mas existe um tipo de vídeo que eu realmente não gosto: são aqueles que impõe suas ideias como verdades absolutas. Eles geralmente têm títulos que dizem: “Coisas que você nunca deve fazer ao estudar inglês,”  “Jamais diga isso” ou “jamais faça isso!” 

Eles causam pânico e insegurança nos alunos. Além disso, cada um sabe da sua maneira preferida de aprender, e o que serve para uns, pode não servir para outros. É claro que existem erros que devemos evitar, mas estas frases negativas e imperativas tiram do aluno a coragem de se comunicar. Antes comunicar-se com alguns erros do que ficar se preocupando demasiadamente em não errar, e ficar com medo de falar!

Tais vídeos podem conter dicas importantes; aconselho você a assisti-los, mas sem levar muito à sério as imposições dos professores. Filtre apenas o que é interessante. E se você alguma vez cometeu algum dos erros por eles indicados, relaxe, respire fundo e tente não cometer o mesmo erro da próxima vez. 





ALGUMAS AFIRMAÇÕES COM A QUAIS EU NÃO CONCORDO 👇


-“Jamais traduza textos do inglês para o português!” – Eu comecei a aprender inglês sozinha, em uma época em que a internet não existia. E foi através da tradução de textos e músicas que eu comecei a ter contato com o inglês. Funcionou para mim; não fiquei viciada em traduções, e com o tempo, não mais precisei traduzir nada. Pelo contrário; as traduções podem ajudar no início! Tudo depende de você: se não gosta de traduzir, esqueça as traduções; mas se elas o deixam mais confiante e confortável, vá em frente!

-“Só tenha aulas de conversação com nativos da língua!” – Moro em uma cidade pequena, e ter aulas com nativos da língua inglesa, na época em que eu estava aprendendo, não era nada fácil, além de estar muito acima do meu poder aquisitivo. Assim, eu fazia aulas de conversação em inglês com professores brasileiros. Somente bem mais tarde, quando já falava fluentemente,  eu pude ter aulas com ingleses, americanos e canadenses – e a opinião deles a respeito do meu inglês era unânime: “You speak very well, Ana!”. 

-“Esqueça a gramática! Estudar gramática é uma maneira antiquada de aprender inglês!” – Não posso concordar com isso! A gramática é fundamental para que se compreenda as estruturas de uma língua. Se você quer falar corretamente, mais cedo ou mais tarde precisará estudar gramática. 

-“Elimine o seu sotaque!” – Bem, acho que apenas se você viver em um país estrangeiro durante muitos anos, falando inglês e apenas inglês o tempo todo, pode ser que você chegue perto de perder totalmente seu sotaque. Mas se o inglês não for sua língua materna, isto dificilmente acontecerá. Tente falar o melhor que conseguir: ouça músicas, assista a filmes, ouça e repita várias vezes um texto. Uma boa ideia, é ler um texto enquanto o grava, e depois comparar a sua gravação com a gravação do texto original. E ir trabalhando até ficar o melhor possível. 
Seja você mesmo, descubra sua maneira de aprender e vá em frente! O importante é que você se sinta confortável, e que consiga aprender o máximo possível e com o menor nível de estresse. 

E seja sincero consigo mesmo: se você não está aprendendo, é porque não está se esforçando o suficiente. Palavra de quem aprendeu sozinha todas as estruturas básicas do inglês, e ao matricular-me em um curso com 6 níveis, entrei no nível 4. Sei do que estou falando: a vontade e a determinação em aprender farão com que você chegue lá. 




quarta-feira, 4 de outubro de 2017

LER, ESCREVER... ISSO É IMPORTANTE?






Você nasceu e aprendeu a falar sua língua materna; depois, conforme crescia, começou a aprender também a ler e escrever, pois é necessário, imprescindível, que desenvolvamos todas as habilidades de uma língua.

O mesmo eu posso dizer a respeito do inglês. 

Fico estarrecida quando ouço alguém dizer: "Só quero aprender a falar e ouvir!" Para mim, isto significa tornar-se um analfabeto em outro idioma! É preciso aprender a ler e escrever também. Quando você for utilizar o inglês no trabalho, certamente precisará ler e escrever corretamente. 


Quando o professor pede que você escreva uma redação ou leia um texto, ele está tentando aprimorar seus conhecimentos em todas as áreas. Não negligencie a necessidade de se ler e escrever em inglês! Nós, professores, não esperamos que você escreva como um Shakespeare...
...mas que consiga expressar suas ideias na língua inglesa, tanto quanto na língua portuguesa, e já tive alunos que aprimoraram bastante sua escrita em português ao começarem a elaborar textos em inglês. Por que? Ora, escrever ativa partes do nosso cérebro que estão geralmente adormecidas, estimulando a percepção e a criatividade.

Não perca essa chance!



sábado, 23 de setembro de 2017

SOME IDIOMS







IDIOMS


Idioms are expressions which are considered very informal. Do you think you can say what the idioms below mean? Look at the sentences 1 to 10 and try to match them with their meanings in the list.

TOILET     HANDS    TIRED    STUPID PERSON     MONEY      TO FOOL     COWARD   MONEY    STAY IN THE SUN     MEMORIES   

1-"I'm really beat because I was awake all night."
2-"I've worked for this company for ten years, but I still don't have beans."
3-"Believe it or not, Dave can sometimes act like an airhead!"
4-"Can I borrow some bread?"
5-"I don't like people that bullshit me"
6-"Let's go to the beach and catch some rays."
7-"Don't be such a chicken!"
8-"In Little Tokyo I had a flashback to my days living in Japan."
9-"Have you washed your grabbers, Benjamin?"
10-"I really need to use the head!"





It's a good idea to learn some idioms. This way, your English will sound like a native speaker's! And even if you don't use them yourself, it's always good to recognize them when a native speaker uses them. 


ANSWERS:

1- tired
2-money
3-stupid person
4-money
5-to fool
6-stay in the sun
7-coward
8-memories
9-hands
10-toilet




segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Remember X Remind




"Preciso de um lembrete para lembrar-me de lembrar o que devo fazer hoje."



Hoje vou falar de dois verbos bastante parecidos - só que não: remember e remind. Traduzindo para o português, quando no contexto de uma frase, ambos podem significar "Lembrar." Porém, há uma diferença.

Dê uma olhada!

👇

Remember-  To bring to mind again. To recollect.
She remembered to tell me to buy milk. (Ela lembrou-se de dizer-me para comprar leite)
I  always remember to phone my friends from college. (Eu sempre me lembro de ligar para meus amigos da faculdade)






Ou seja: Remember significa trazer à lembrança um fato do passado, recordar. 

Remind – To put in mind of someone or something.  To cause to remember.
You remind me of someone I met in Atlanta. (Você me faz lembrar de alguém que conheci em Atlanta)
They reminded me of the meeting. (Eles me lembraram da reunião)

Remind, por sua vez, quer dizer fazer lembrar algo - às vezes, através de uma associação, como no primeiro exemplo: You remind me of someone. Isto quer dizer que, quando eu olho para você, lembro-me de outra pessoa.

No segundo exemplo, They reminded me of the meeting, fizeram-me lembrar que haveria uma reunião, para que eu não me esquecesse de comparecer a ela.

So... remember to use the verbs 'remember' and 'remind' correctly! But if you forget... I'll remind you!  😘




sexta-feira, 11 de agosto de 2017

I HAVE / I HAVE GOT






Olá, pessoal!

Hoje falarei das construções I have e I have got. Assim como o verbo 'to have', 'have got' é usado para falar das coisas que alguém possui. Não existe muito mistério por aqui, já que 'have' e 'have got' significam a mesma coisa. A única diferença é que:

- have é usado por americanos. Eles dizem, por exemplo:

 I have a car /I don't have a car/ Do you have a car?

Como vocês podem ver, para negar e perguntar, usamos o auxiliar "do," ou "does" na terceira pessoa do singular : 

She has a car / she doesn't have a car / does she have a car?

-have got (mas conhecido e usado na sua forma contraída, por exemplo: I've got) é mais usado pelos britânicos. Eles dizem:

I've got a car / I haven't got a car / Have I got a car?

Aqui, o auxiliar é o verbo 'to have.' Na terceira pessoa, usamos "has:"

She's got a car / she hasn't got a car / Has she got a car?


Não confundir com o Present Perfect! Nada a ver. 'Have got" é uma forma que só funciona no presente simples. Se você quiser fazer uma frase no passado simples, terá que fazer assim:

I had a car / I didn't have a car / Did you have a car?


domingo, 6 de agosto de 2017

English Student or Student of English?



Acabo de deparar com a cópia de um diálogo no qual alguém - supostamente, um estrangeiro - corrigia uma pessoa que afirmava: "I'm an English Student", dizendo que ela deveria expressar-se como "I'm a student of English." Ele explicava que a palavra "English", em "I'm an English student," afirma a nacionalidade da pessoa (Sou um estudante inglês), enquanto "I'm a student of English" afirmava o que a pessoa estava estudando a língua inglesa (Sou uma aluna de inglês). 

😱 > How I felt when I read that...


Corri uma pesquisa em vários sites de ensino de inglês, inclusive, sites estrangeiros:     👇

https://forum.wordreference.com/threads/english-student-or-student-of-english.138580/


https://english.stackexchange.com/questions/281724/english-teacher-or-teacher-of-english


http://crofsblogs.typepad.com/english/2005/04/english_teacher.html



Sempre aprendi, através de meus professores de inglês aqui no Brasil, e também durante um longo período em que tive aulas de Business English com pessoas nativas da Inglaterra, que "English student" significa "aluno de inglês", e "English teacher," professor de inglês. Os próprios professores nativos referiam-se a mim como "English student" e a eles mesmos como  "English teachers."

Também sempre vi frases como Mathematics teacher, Language students, Portuguese teacher... e tomei estas colocações como corretas. 

E elas estão corretas, embora às vezes o contexto tenha que ser observado (mais explicações nos links acima).👆 Mas "English teacher" e "English student" são formas perfeitamente corretas!

"Teacher of English" soa mais literal que "English teacher." Assim como "Student of English" soa mais literal que "English student." Ou seja, você provavelmente verá estas formas em antigos romances escritos, e não no dia a dia, pois soariam pomposas demais. 

 Caso eu desejasse especificar a minha nacionalidade em uma frase assim, teria que dizer: "I'm a Brazilian English teacher," o que significa que eu sou uma professora de inglês brasileira. 

Portanto, você continua sendo um English student, e eu, uma English teacher e também uma eterna English learner.




segunda-feira, 31 de julho de 2017

BEEN X GONE



Been X  gone

Olá, pessoal!

Hoje quero falar das diferenças entre been to/been in e gone. Lembrando que estas estruturas são muito usadas com o Present Perfect Tense. Dê uma olhada nas frases abaixo:👇

💂Annabel  has been to France – She’s back now.

💂Annabel has been in France for 10 days - She's still there now - aqui, quero dizer há quanto tempo ela está lá

💂Annabel has gone to France -  She’s in France now.


👉Se eu quiser dizer quando ela foi para a França, é claro que usarei um passado simples: Annabel went to France yesterday.

Como você leu acima, usamos 'been to' quando alguém esteve em um lugar, mas já está de volta. Outros exemplos:

I've been to London many times.
John has been to many places all over the world!

👉E usamos 'gone' e 'been in' quando alguém foi a algum lugar e ainda está por lá no momento da fala. Outros exemplos são:

Mary has gone to England to spend her holidays. She's been in England for 2 weeks.
Paul has gone to France. He's been in France since last week.

🙌Mas preste atenção às diferenças entre "been to" e Been in:" Uma simples preposição muda o sentido da frase!

She's been in England since 2016. (Ela está na Inglaterra desde 2016)

She's been to England. (Ela esteve lá, mas não está lá no momento)

See you later!   💨

sábado, 29 de julho de 2017

If You Want to Know...






Hi, guys!

I decided to write this text – and it has nothing to do with teaching English or English students – because lately I’ve been having a lot of people contact me on Whatsapp in order to, supposedly, get to know more about my lessons with the “intention” of becoming my students. The funny thing is, they look very enthusiastic at first, both about my lessons and also about me and my prices, and then suddenly – usually after I ask if they would be interested in coming for a free sample lesson -  they say that they don’t have time to talk at that moment and that they would call me later. Some of them were even rude for no reason.

The thing is: they never call, never send another message, and many of them suddenly disappear from my Whatsapp. 

Someone told me that maybe I’ve been a victim of curiosity. That made me think it might be true!

I suddenly realized that the questions they ask follow the same pattern, and when asked about who indicated me to them, they always refer to the same ex-student, who is someone with a very common name, and I believe every English teacher has had someone in their classroom with that name. 

I don’t know if these people are only curious about me and my methods or if they are other teachers who see me as their competitor. Well, I am not! I work at home, and I work alone. Most of my students are individual students, and I hardly ever have a group. So... you will always have more students than me!

For this reason, in order to avoid being caught in this kind of curiosity trap again, I’ll make things clear about myself because I have nothing to hide:

-I’ve been teaching English for 26 years now – 13 of them working at home.

- I decided to teach at my own house because I no longer wanted to work at places that valued  methodology as the most important thing, and not the students’ needs. I don’t think that a methodology can help all the students.

-I never mention the duration of a course because every student is different, and has different difficulties. Besides, learning a language is an endless process which should never finish, and every person should know what their needs and goals are, and when they feel ready to communicate confidently and accurately. When someone asks me: “How long will it take me to speak fluently?” I always answer that it depends on a series of factors. And it does!

-I do not teach online. 

-I do not prepare for Cambridge exams, IELTS, TOEFEL and others.

- I do not use text books in my lessons. I'm not a book presenter. I prefer to use my own material, which consists of magazine and newspaper articles, grammar lessons that I prepare myself – most of them, – songs, videos and so on. 

-Prices? Well, from now on, if you want to know about how much I charge for my lessons, you should come for a sample lesson. That one is free!