quinta-feira, 5 de abril de 2018

For Example...




Olá, pessoal


Hoje eu vou mostrar algumas maneiras de se dizer "por exemplo" em inglês - sim, há mais de uma! Minhas fontes de pesquisa foram os dicionários Collins e Cambridge online. 

Let's go!



1- A básica: FOR EXAMPLE - Esta forma de exemplificar é considerada mais formal; portanto é preferível usá-la em textos acadêmios ou contextos formais; exemplos:

a- You could, for example, walk instead of taking the car.  

b- The situation is slowly improving. Last month, for example, the company achieved record sales in Europe.

2- FOR INSTANCE - Significa a mesma coisa que 'for example', e pode ser usada da mesma maneira; assim:

a- Mobile devices are becoming less expensive. Sophisticated smartphones, for instance, can now be purchased for less than $100.

b- Poor balance is a problem for a lot of older people, like my grandmother, for instance.

3- E.G (EXEMPLI GRATIA, EM LATIM). Mais comum em textos jurídicos, esta forma também é encontrada em alguns contextos informais. Não é usada em conversações. Exemplos:

a- Many Obama administration sub-Cabinet positions (e.g. Surgeon General) have gone unfilled because of GOP opposition.

b- “She loved exotic fruit, e.g., mangoes, passion fruit, and papayas.”






4- SUCH AS - Muito comum em contextos formais ou informais. Quando usada para introduzir mais de um exemplo, colocamos uma vírgula antes de 'such as'. Mas se houver apenas um exemplo, não usamos vírgula. Desta maneira:

a- Countries such as Sweden have a long record of welcoming refugees from all over the world. (apenas um exemplo foi citado, portanto, a vírgula não foi usada).

b- She has worked in several countries where English is spoken as a first language, such as Australia, New Zealand, Canada and so on. (Aqui, temos mais de um exemplo, e assim, a vírgula foi utilizada).

5- LIKE - Bastante informal. Muito usado em conversações, mas se usado exageradamente, torna o discurso um tanto pobre... minha opinião pessoal. E por favor, jamais use 'like' em textos formais!

a- The group from Dublin all wore green, white or gold t-shirts, like the colours of their national flag.

b- There are many countries I love, like The United States, France and Italy. 

6- TO ILLUSTRATE - Um verbo que significa 'ilustrar' com figuras ou fotografias. Porém, também significa exemplificar. Assim:

a- The results illustrate how important it is to wear your seatbelt.

b- To illustrate my point, I'm going to show you the latest updates on this subject.


Terminaremos por aqui. Há muitas maneiras de citar exemplos em inglês, e sua escolha entre as palavras e frases acima, dependerá do grau de formalidade que você deseja dar ao seu texto ou discurso. 





segunda-feira, 26 de março de 2018

Como Aproveitar Melhor Sua aula de Inglês Online






Olá, pessoal!

Como eu estou começando a dar aulas online - já tenho alguns alunos desde o final de 2017 - acho que já posso dar alguns conselhos a quem prefere esta modalidade de aula, seja pela comodidade de não precisar sair de casa ou por falta de tempo. Gostaria de começar falando de algumas vantagens e desvantagens das aulas online:

VANTAGENS 👍

- As aulas online evitam que você fique preso nos engarrafamentos de trânsito. Além disso, economizam combustível e evitam a poluição!

- Elas podem ser assistidas enquanto você está no conforto da sua casa, até mesmo usando seus pijamas!

-Elas são uma alternativa para quem não tem muito tempo disponível, podendo ser feitas no escritório, em horário de almoço, por exemplo.

-Elas podem ser tão produtivas quanto uma aula presencial - desde que o aluno cumpra todas as tarefas encomendadas pelo professor!


DESVANTAGENS 👎

-Elas não são tão dinâmicas quanto a aula presencial.

- Se você não dispuser de uma boa conexão de internet, será muito difícil manter as aulas!

-Tecnologias nem sempre funcionam... às vezes, o computador 'resolve' atualizar-se sem que você queira, bem na hora da aula... melhor checar suas configurações de atualizações. Sem contar que às vezes, a máquina trava.


CONSELHOS  👌


- Esteja sempre atento às sinalizações de seu professor quanto a e-mails e mensagens que contenham material de estudo. Abra-os assim que recebê-los e cumpra as tarefas antes da aula!

-Mantenha seu computador atualizado e instale um bom antivírus. Isso evitará possíveis travamentos e invasões.

-Na hora da aula, ligue o computador e desligue o mundo! Feche a porta do quarto e diga 'não' às interrupções! Se há outras pessoas na casa, diga a elas que você está em aula e não quer ser interrompido. Esqueça as redes sociais e concentre-se.

-Aprenda a usar os recursos do Skype, para que sua aula seja mais dinâmica: Compartilhamento de tela e de sons, vídeos e  mensagens. 

-Ligue o computador dez minutos antes para que você não perca tempo de aula fazendo isso. Alguns computadores podem demorar um pouco para iniciar.

-Seja compreensivo se o seu professor tiver problemas com a conexão de internet. Afinal, estamos no Brasil, e embora seu professor possa pagar caro para ter uma boa conexão, nem sempre ele consegue uma que esteja boa.

-Cumpra todas as tarefas antes da próxima aula! A dinâmica de preparação e execução da aula online é bem diferente da aula presencial, e se você não estiver preparado no início da aula, seu professor será obrigado a improvisar outro material - o que pode levar tempo, e prejudicar a qualidade da aula. 

-Estude fora dos horários da aula, como faria em uma aula presencial. Praticar e rever o material é imprescindível para um bom desempenho.

-Opte por ter uma hora de aula por vez, no máximo; muitas vezes, após este tempo as aulas online tornam-se cansativas. 

-Seja participativo, faça perguntas, concentre-se em seus objetivos e procure falar somente inglês, se puder!

-Se você é iniciante, prefira aulas presenciais; as aulas online nem sempre funcionam bem com alunos iniciantes, que precisam de recursos mais variados e de um tipo de atenção que nem sempre é possível através de um computador. Sem contar que possíveis interferências causadas pela tecnologia podem causar inseguranças no aluno iniciante. 

Boa sorte!    💙❤💚❤💛❤💜❤💗❤

terça-feira, 6 de março de 2018

Intonação e Ritmo na Leitura e na Fala






Muita gente pensa que fluência em uma língua tem a ver apenas com o quão rapidamente alguém é capaz de falar, e o quanto ela compreende quando ouve alguém falar. Porém, cada língua tem suas próprias características que as diferenciam de outras. Uma delas é a intonação. 

O ritmo da fala e as pausas necessárias para que possamos respirar também são muito importantes para que sejamos compreendidos corretamente. Às vezes, quando alguém nos pede para ler alguma coisa, tratamos de acelerar a leitura para que nos mostremos fluentes. Daí, além de cometermos erros de intonação, acabamos por não compreender o que está escrito.

É bom nos lembrarmos também de que a intonação da voz evita aquele toque de monotonia em um texto ou discurso falado. Nada mais cansativo do que ouvir alguém ler ou falar sempre no mesmo tom! A intonação correta, além de deixar o assunto mais interessante, acrescenta emoção à história que está sendo contada.

Existem  regrinhas que devem ser seguidas no inglês (as barras são indicações de onde a pausa deve ser feita). Vamos falar de algumas delas:

👇👇👇

💜 Phrasal verbs são sempre lidos juntos, sem pausas: Someone broke into  the house / and took my laptop. Muitos lêem assim: Someone broke / into the house / and took my laptop. Não é legal separar phrasal verbs.

                                                                                                       
💜Nas perguntas, a intonação sobe no final: Do you like to dance ↗ the samba?


💜Nas perguntas onde há alternativas, fica assim: Are you having ↗fish or meat?↘ 


💜Em frases afirmativas e quando fornecemos instruções, é comum que a intonação 'caia' no final da frase: This is a very nice conversation  ↘ piece!

A melhor maneira de melhorar a intonação e o ritmo da fala, é seguir um áudio com o texto, e enquanto ouve, ir marcando o texto com barrinhas onde as pausas são feitas. No texto abaixo, as pausas curtas estarão em azul, e as pausas longas, em vermelho: 

Homeboy Industries / is a youth program that a priest called Father Greg Boyle / started in Los Angeles / in 1992. /  It helps former gang members and prisoners  / to get an education and a job.  / As the largest gang intervention program in the country, / it has helped more than 120,000 people. /  It has also helped to set up  /  46 similar programs in the US /  and other countries.   (Revista Speak Up)

Após escutar o áudio e marcar as pausas, aperte o 'play' e escute um trecho, pausando  para que você possa repetir, reproduzindo a intonação correta. Vá fazendo isso até o final do áudio, e depois, tente ler sozinho, usando as barrinhas que você marcou no texto. faça isso várias vezes, com vários textos diferentes, e em pouco tempo, você estará lendo fluentemente e com as intonações e pausas corretas. 

💟


quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Pensar em Inglês?






O que significa pensar em inglês? 

Primeiro: o que significa pensar?

Pensar é criar ideias através de associações. A filosofia dirá que esta é uma definição pobre e limitada - e eu concordo - mas no momento, não estou pensando em filosofia, psicologia ou em descobertas sobre o 'self' ou o 'id' ou o 'ego', mas em aprender uma língua e começar a pensar a partir dela. 

No começo de tudo, nos primórdios das aulas de inglês, talvez você tenha deparado com metodologias que usam figuras e objetos para ensinar palavras; o professor mostra um determinado objeto (uma caneta, por exemplo) e diz: "PEN." E você escuta e repete. Depois, ele parte para frases curtas, como "This is a pen." Mais tarde, ele começa a introduzir as preposições da mesma forma, colocando a caneta sobre a mesa e dizendo: "The pen is on the table." E você observa, escuta e repete, e acaba entendendo. Depois ele troca a caneta por outro objeto (borracha) e coloca a borracha sobre a mesa, e você diz automaticamente, sem precisar pensar muito: "The eraser is on the table."



Ótimo. Mas há um determinado momento em que este método chega ao limite. Professor nenhum vai conseguir usá-lo para explicar uma frase como "Philosophy is the study of the fundamental nature of knowledge, reality, and existence, especially when considered as an academic discipline." (A filosofia é o estudo da natureza fundamental do conhecimento, realidade, e existência, especialmente quando considerada como uma disciplina acadêmica). 




No inicio, a fim de entender um conceito como esse, você começará a traduzir do inglês para o português. E muitos professores criticarão você por isso. Mas imaginem só, você precisando ler um livro em inglês para estudar para a prova da faculdade, sem ter domínio da língua e sem fazer traduções! Você só conseguiria isso se tivesse um nível de inglês excelente. Só que não é o caso.

Já trabalhei em cursos que começavam a ensinar através de traduções. Lembro-me do quanto o curso foi criticado e até ridicularizado quando surgiu em minha cidade pela primeira vez!  Mas ao contrário daquilo em que se acreditava, nenhum aluno que o cursou até o final saiu de lá sem fluência, tornando-se um eterno tradutor do inglês para o português - e vice-versa. Aos poucos, o português ia sendo eliminado e completamente substituído pelo inglês. E eu posso assinar em baixo de qualquer linha afirmando que o método funciona! Afinal, trabalhei lá por seis anos e vi excelentes resultados com a maioria dos alunos.

Mas como fazer para começar a pensar em inglês? Como parar de traduzir? Bem, eu confesso que quando estou lendo um texto de nível avançado em inglês, 98% dele é automaticamente compreendido sem que haja necessidade de tradução - isso porque eu tenho, desde sempre, o hábito da leitura. Mas confesso que às vezes um conceito soa tão complicado, que eu prefiro traduzi-lo para entendê-lo melhor. 

Ninguém consegue pensar em inglês de uma hora para outra! Este é um caminho que deve ser seguido com perseverança a fim de que o objetivo seja alcançado! Mas como? Eis as minhas dicas:




- Escute. Ouça. Quando falo em escutar, não é só uma ou duas vezes, mas dez, vinte vezes o mesmo texto. Escutar, e escutar, e escutar - no início, lendo o texto, e depois, sem ler o texto, de olhos fechados (a concentração fica bem melhor). Assista a filmes. O mesmo filme, várias vezes. Memorize algumas frases, use-as no seu dia a dia. 




-Leia em voz alta. Leia o mesmo texto em voz alta várias vezes, cuidando da intonação e da pronúncia (você já escutou o áudio várias vezes, e provavelmente já aprendeu a pronunciar as palavras; mas se ainda tiver dúvidas, ouça novamente). Mas não adianta ler de qualquer maneira: faça-o com concentração e atenção, cuidando da intonação e da pronúncia! E se você não gosta de ler, é bom ir começando a mudar de ideia.





-Escreva. Comece um diário e escreva alguma coisa nele todos os dias. Fale sobre o que fez, o que pretende fazer no dia seguinte, as coisas que aconteceram, as pessoas que viu, filmes que assistiu, músicas que escutou, novas palavras que aprendeu. Faça disso um hábito. Qualquer pessoa pode tirar dez minutos por dia a fim de escrever algumas linhas em inglês!




Estas são as minhas dicas para que você comece a pensar em inglês. Mas para conseguir alcançar o seu objetivo, não basta lê-las: você tem que colocá-las em prática a partir de AGORA! E lembre-se: eu nunca disse que seria fácil.





sábado, 24 de fevereiro de 2018

Euphemisms - A different and Kind Way to Talk About Difficult Subjects







Olá, pessoal!

Hoje eu quero falar sobre os eufemismos. Mas o que é um eufemismo? 

Um eufemismo é uma forma gentil, mais polida, de dizer alguma coisa. Por exemplo: quando alguém morre, podemos dizer que tal pessoa "faleceu" ou "fez a passagem," se formos religiosos. Mas todo mundo sabe que tais expressões que tentam amenizar o nosso medo da morte significam, na verdade, que a pessoa morreu. Só que  a maioria das pessoas não gosta muito deste verbo...

Em inglês existem vários eufemismos, ou seja, formas gentis de se dizer a verdade. Vamos dar uma olhada em alguns deles:




To be between jobs - 

Examples: Paul is between jobs at the moment.  
Last year I was between jobs, but fortunately I'm working for an Engeneering company nowadays. 

To be between Jobs - traduzido ao pé da letra como "estar entre dois empregos" - significa que alguém está desempregado. Só isso. Mas algumas pessoas sentem-se muito sensíveis ao abordar este assunto.




Full-figured  -

Examples:  Mary is a little full-figured.
I think I'm full-figured. I need to start a diet. 

Estar 'full-figured' significa estar acima do peso - ou gordinho! Nunca diga que alguém está 'fat.' É preconceituoso.




 Senior citizen -

Examples: My grandfather is one of the best senior citizens I've ever met. 
 There should be better living conditions for senior citizens. 

Para quem ainda não percebeu, 'senior citizen' é alguém que envelheceu; um senhor ou uma senhora, um idoso. As pessoas também usam a palavra 'elderly' para se referirem às pessoas idosas. A palavra 'old' é considerada ofensiva ou preconceituosa nos dias de hoje.




 To be laid off - 

Examples: Many people are being laid off in Brazil due to the crisis. 
Peter was laid off last week and now he's between jobs.

'To be laid off' significa ser demitido do trabalho. Era muito comum usar 'to be fired': Peter was fired, Mas nos dias de hoje, esta expressão é evitada por ser considerada ofensiva. Também é comum usarmos 'Peter was let go.' Esta expressão também soa bem mais suave do que 'to be fired.' 





Differently abled - 

Examples: Mary has been differently abled since she had a car accident. 
I have a cousin who is differently abled.

'Differently abled people' são pessoas que têm algum tipo de deficiência física ou mental. Por favor, jamais usem a palavra 'crippled!' Ela é extremamente ofensiva. Também é aceitável o termo 'disabled', embora algumas pessoas sejam sensíveis a ele. 





 Pre-owned -

Examples: I drive a very nice pre-owned car. 
It's possible to find very good pre-owned houses in the market.

'Pre-owned' significa 'usado.' Algo que pertenceu a alguém antes de pertencer a outra pessoa. No Brasil, ninguém mais usa o termo 'carro usado,' mas 'semi-novo' - a não ser que o carro em questão seja muito antigo!




To sleep with - 

Examples:     Everyone in the office is saying that Mark is sleeping with Sarah.
Are you skeeping with Joe? Didn't you know he's married? 

Como no português, 'to sleep with someone' significa estar dormindo com alguém, ou seja, fazendo sexo com alguém. 





To pass away - 

Exemplos: I'm very sad. My gradmother passed away yesterday.
After almost one hour of distress, the doctor told me that Jim had passed away. 

'To pass away' significa morrer. 

Uma expressão considerada engraçada (não tem nada de eufemismo nela!) é 'to kick the bucket', ou 'chutar o balde:' "Susan's husband kicked the bucket last week." Mas lembre-se: não é nada educado usar esta expressão! É correspondente ao nosso 'bateu as botas' ou 'foi desta para melhor...'








sábado, 10 de fevereiro de 2018

Estudar Inglês Sem Estudar Inglês - Em apenas 20 Minutos!





Há muitas maneiras de estudar Inglês sem ter que, necessariamente, mergulhar em um livro de gramática! O estudo de inglês não precisa ser chato, pesado ou durar horas a fio. Muitas pessoas deixam de estudar porque acham que o tempo disponível que elas têm é curto demais - "O que eu poderia fazer em apenas vinte minutos?"

Quem sabe...     😉

-Ouvir uma canção em inglês que você adora. Em apenas vinte minutos, você pode relaxar, escolher uma canção, procurar a letra na internet e ouvi-la pelo menos cinco vezes (se a canção durar apenas três minutos) acompanhando a letra e cantando junto!






-Escrever uma pequena composição ou algumas frases em inglês sobre o que aconteceu no dia anterior (você exercitará verbos no passado) ou o que acontecerá no dia seguinte (tempo futuro). 




- Olhar em volta e tentar mentalizar frases sobre o que você vê: "There is a man crossing the street" ou "I can see a lot of people driving their cars, walking down the street and sitting on the park benches." Assim, você vai exercitar o presente contínuo.



aqui, o present continuous está sendo usado para falar de planos futuros!



-Aproveitar o trajeto para casa e escutar os áudios das aulas de inglês no carro, enquanto dirige.




-Acessar a internet e ler um artigo curto sobre um assunto que o interesse.




- Fazer parte do seu homework. Quem disse que é preciso fazer tudo de uma vez só?




-Ligar a TV e assistir as notícias em um canal britânico ou americano.

- Assistir um episódio da sua série favorita. Algumas séries com episódios completos, como "Everybody Hates Chris," duram em média vinte minutos.




-Assistir a uma vídeo aula de professores de inglês no Youtube. Você pode selecionar uma que se ajuste ao seu tempo disponível. 




-Se possível, bater um papo com alguém que também esteja estudando inglês. Vocês podem trocar conhecimentos e aprender um com o outro. 



Se você experimentar fazer essas coisas todos os dias durante um mês apenas, certamente notará a diferença!








segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

An Old Song - So Very Hard to Go








This a very old song, but also a very beautiful one. Let's sit down and relax to listen to it and learn something!    💔💔💔💔💔





So Very Hard To Go
Tower Of Power

Ah, Ah... Ain't nothing I can say, nothing I can do,
Ah, Ah, Não há nada que eu possa dizer, nada que eu possa fazer
I feel so bad, yeah, I feel so blue.
Me sinto tão mal, sim, me sinto tão triste
I got to make it right for everyone concerned
Tenho que acertar as coisas para todos os envolvidos
Even if it's me, if it means just it's me what's getting burned.
Mesmo que seja eu, se significa que sou somente eu que está se queimando

'Cause I could never make you unhappy, no, I couldn't do that girl,
pois eu nunca poderia fazer você infeliz, não, eu não poderia fazer isso, menina
Only wish I didn't love you so, makes it so, so very hard to go.
Apenas desejaria que eu não a amasse tanto, torna tão difícil  ir embora
(So very hard to go) 'cause I love you so,
(Tão difícil ir) porque a amo tanto
(So very hard to go) ah, I love you so
(Tão difícil ir) ah, eu a amo tanto

(Anh!....) I knew the time would come, I'd have to pay for my mistakes,
Eu sabia que a hora chegaria, tenho que pagar pelos meus erros
I can't blame you for what you're doing to me girl, even though my heart aches.
Não posso culpá-la ou o que você está me fazendo, menina, embora meu coração doa
Your dreams have all come true just the way you planned them,
Seus sonhos todos se realizaram, exatamente do modo que você os planejou
So I'll just step aside, I'm going to step aside and lend a helping hand then.
Então só me afastarei, eu vou me afastar e mandar uma ajuda depois

'Cause I could never make you unhappy, no, I couldn't do that girl,
Pois eu nunca poderia fazê-la infeliz, não, não poderia fazer isso, menina
only wish I didn't love you so, makes it so very hard to go.
Apenas queria não amá-la tanto, torna  tão difícil  ir embora
(So very hard to go) 'cause I love you so
(Tão difícil ir) pois eu a amo tanto
(So very hard to go) oh, I love you so (anh!...)
(Tão difícil de ir) oh, eu a amo tanto

I could never make you unhappy, no, I couldn't do that girl,
Eu não poderia nunca faze-la infeliz, não, eu não poderia fazer isso, menina
only wish I didn't love you so, makes it so very hard to go.
Apenas desejaria não amá-la tanto, torna tudo tão difícil ir embora
(So very hard to go) 'cause I love you so
(Tão difícil de ir) porque eu a amo tanto
(So very hard to go) oh, I love you so
(Tão difícil ir) oh, eu a amo tanto
(So very hard to go) And it ain't easy to walk away when a man loves somebody
(Tão difícil ir) E não é fácil ir embora quando um homem ama alguém
(So very hard to go) Hey, hey, hey, hey.
(Tão difícil de ir) hey, hey, hey

TAKE A LOOK!     👇



'Ain't nothing I can say..." > "Ain't é uma maneira muito informal de dizer "não há" (there isn't) Por favor, jamais usem isto em uma redação...
Também é comum, em inglês coloquial, ver ou escutar frases usando esta construção para substituir o verbo 'to be', como em: "I ain't got no money" - I don't have any money' (não tenho nenhum dinheiro) ou 'She ain't home.' - She isn't at home (ela não está em casa). Mas lembre-se que esta construção é muito informal e deve ser sumariamente evitada em conversas formais, como entrevistas de emprego, e em redações. 


"Only wish I didn't love you so..." - WISH + VERB IN THE PAT SIMPLE > Usamos esta construção quando queremos expressar algo que gostaríamos de ver acontecendo, mas que no momento, não é possível ou real; Como em "I wish I had money to buy a house." (Gostaria de ter dinheiro para comprar uma casa) e em "She wishes she were a millionaire" (Ela gostaria de ser milionária). 

Mais alguns exemplos: Bob wishes he could travel more (Bob gostaria de poder viajar mais)
I wish I didn't have to work tomorrow - (Gostaria de não ter que trabalhar amanhã)
They wish they lived in a big city (Eles gostariam de morar em uma cidade grande)

Repare que, apesar de usarmos os verbos após 'wish' no passado simples, o desejo manifestado se trata de algo que gostaríamos de ver acontecer no presente ou no futuro!

Now... listen to the song again; learn to sing along!








domingo, 14 de janeiro de 2018

LET'S EAT FRIENDS!







Let’s Eat Friends!



Você deve ter percebido a estranheza da  frase acima - que o convida a comer seus amigos: Let’s eat friends – justamente porque não existe pontuação após o verbo ‘eat.’ Vamos ler mais uma vez; desta vez com a pontuação correta: “Let’s eat, friends!” Bem diferente, não é? Agora, a frase trata-se de um convite aos amigos para comerem juntos.
Daí a importância da pontuação, não somente no inglês, mas em qualquer outra língua. 
Vamos entender para que servem as pontuações em inglês, e seus respectivos nomes:   👇

Colon (:) –  Usado para começar a listar coisas, como em:

I bought: Three pencils, one notebook, a pen, and an eraser.

Também usamos os dois pontos para separar os números em horas: “ It’s 2:45.”


Semi colon (;) O ponto e vírgula fica entre a vírgula e o ponto final. Ele indica uma pausa não tão breve quanto a da vírgula, mas não tão longa quanto a do ponto. Podemos usá-lo quando não desejamos usar connectors (but, however, although...) como no exemplo:

I didn’t want to go to the club; I don’t like that place.
I like Mary; she’s a real friend.


Comma (,) –  A vírgula, como no português, conecta uma série de orações independentes: 
I had bread, soup, chicken, and a banana for dinner. (Reparem o uso da vírgula após a palavra “and”, diferentemente do português).

Nas Relative clauses, a vírgula é usada para incluir informações não relevantes (non-essential information), como nos exemplos:

John, who is 25 years old, is graduated in arts.
My father, who lives in Denver, got married again.
A vírgula, como no português, também indica uma breve pausa na leitura:
Wait a moment, I’ll be with you soon.

Dash (_) – O travessão pode ser colocado em diálogos, para definir quem está falando; observe o diálogo:

- Mary! Come here, please!
- I can’t, John. I’m busy at the moment!

Ele também é usado para acrescentar um comentário ou observação ao texto, da mesma forma que você usaria parênteses:

You might think I’m crazy  –  I’m not. 


Hyphens (-) – Muito parecidos e confundidos com os travessões, eles são usados de maneiras diferentes! Em primeiro lugar, eles são usados para unir palavras, como nas expressões: (up-to-date, run-on, run-down, great-grandmother, e em números, como: fifty-one, thirty-two, etc...). 
Importante: enquanto os travessões têm espaços em ambos os lados, o mesmo não acontece quando usamos hífens! Não há espaços entre as palavras quando eles são usados; exemplos:

old-fashioned – ninety-two – a twenty-five-year-old boy


Exclamation mark (!) – Os pontos de exclamação em inglês são usados da mesma forma que em português: para indicar surpresa, choque, alegria, irritação, etc...
Exemplos:

I love you!
Bridget! What a nice surprise!
I hate this town!


Full stop / period (.) – Eles marcam o final de uma frase.

Example: Rome is the Capital of Italy.

Também podem indicar uma abreviação, como em “I’ll get there by 6 p.m.”

Em inglês, tratando-se de números, usamos pontos, e não vírgulas: “It cost 6.5 million dollars.” Neste caso, ao lermos os números, a frase ficará assim: “It costs six POINT five million dollars.”


Inverted commas / quotation marks (“ ) – Podem ser simples (‘) ou duplas (“). Elas são usadas para reproduzir ao pé da letra alguma coisa que alguém disse, como no exemplo:

My grandfather used to say: “Better late than never!” Neste caso, usamos as duplas.

Mas se estivermos reproduzindo a fala de alguém dentro de uma outra fala, usaremos ambas, e ficará assim: 'I haven't spoken to Peter for months,' Dianne said.'The last time I spoke to him he said, "I'm going to Bahrain and won't be back for about three years", I've heard nothing since then'. 
(fonte: EducationFirst).


Question marks (?) - Como no português, são usadas ao final de perguntas: How much is it?




Let’s laugh a little!





🙈🙉🙊

Leia estas frases sem pontuações, ou com pontuações mal colocadas. Como você as pontuaria, para que ficassem corretas?

1- Em um hotel: “If you had a good time tell a friend. If you didn’t tell us.”
2- Em um supermercado: “Love people. Cook them. Tasty food.”
3- Em um local público: “No, smoking in this area.”
4- Nos limites de uma propriedade: “No soliciting or trespassing violators will be prosecuted.”
5- Em qualquer lugar: “I love cooking my dogs and my family.”
6- Durante uma conversa pelo messenger: “We have 2 hours to kill someone come see us.”
7- Um pensamento machista? “A woman without her man is nothing.”


Corrigindo:

1- If you had a good time, tell a friend; if you didn’t, tell us.”
2- Love people: cook them tasty food!”
3- No smoking in this area.”
4- No soliciting or trespassing. Violators will be prosecuted.”
5- I love cooking, my dogs, and my family.”
6- We have 2 hours to kill. Someone come see us.”
7- Woman: without her, man is nothing!”






sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Talk to Yourself!







Just the other day I came across a video by Carina Fragozo, a videologger and English teacher who gives tips on how to improve your English. I think she's great! Well, on this video she was teaching people how to improve their speaking without having an interlocutor; yes, completely alone, in the quietness of your house... just talking to yourself!  But... is it possible?

Yes! Definetely, yes! 

I wrote an e-book giving tips to students on how to improve their English - "Por que Não Aprendo Inglês?"-  and it is available on amazon.com.br. . In this book, I give the same piece of advice: talk to yourself! Maybe, you're in the shower, and you start to remeber what you have to do during the day. Why not say it out loud, in English? Example: "Today I have to attend a meeting at 3 o'clock, and after work I'm attending a lecture on how to improve my English..." and so on.





You can also improve your past tenses, by talking to yourself about the things you did yesterday; example: "Yesterday I was very tired so I decided to stay home. I watched a film, had dinner and then..." 

 You can also learn new adjectives. Start talking about your personality, or someone else's personality (in this case you don't even have to worry about being kind, because the person in question won't be there to listen!). 😏 If there is an adjective you'd like to use but do not know how to say it in English, all you have to do is look it up in an online dictionary! This way, you will also improve your vocabulary.

If you love films, try to tell yourself about the plot of a film you've seen. For example, you can start by: "This is the story of Forrest Gump, a very unusual man who..."

As you can see, there are no excuses: you can practice your English and learn more things even when you are alone at home!



sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Yesterday Once More - Do You Remeber this Song?






Let's sing! It will improve:
-Your listening skills
-Your pronunciation
-Your vocabulary
-Your fluency
      And, most importantly, your mood!!! 
 

😜



Yesterday Once More  -                          Ontem Mais Uma Vez
The Carpenters

When I was young                               Quando eu era jovem
I listened to the radio                           Eu ouvia o rádio
Waiting for                                           Esperando
my favorite songs                                Por minhas canções favoritas
When they played                               Quando elas tocavam
 I'd sing along                                      Eu cantava junto
It made me smile                                 Isto me fazia sorrir

Those were such happy times              Aqueles eram tempos tão felizes
And not so long ago                              E não foi há tanto tempo
How I wondered                                   E como me perguntava
Where they'd gone                                Para onde eles tinham ido
But they're back again                           Mas eles estão de volta outra vez
Just like a long lost friend                   Como um amigo há muito perdido
All the songs                                        Todas as canções
I loved so well                                     Que eu amei tanto

(*) Every Sha-la-la-la                             Cada sha-la-la-la
Every Wo-wo-wo                                   Todo wo-wo-wo
Still shines                                              Ainda brilham
Every shing-a-ling-a-ling                       Todo shig-a-ling-a-ling
That they're starting to sing                   Que estão começando a cantar
So fine                                                     Tão bem

When they get to the part                    Quando eles chegam à parte
Where he's breaking                             Na qual ele está quebrando
Her heart                                               O coração dela
It can really                                         Isto pode realmente 
Make me cry                                        Me fazer chorar
Just like before                                     Exatamente como antes
It's yesterday once more                      É o ontem mais uma vez

Lookin' back                                        Olhando para trás
on how it was                                        Sobre como isto foi
In years gone by                                     Em anos que passaram
And the good times that I had               E no quanto eu me diverti
Makes today seem rather sad                Faz hoje parecer um tanto triste
So much has changed                             Tanta coisa mudou

It was songs of love that                       Eram canções de amor
I would sing to them                              Que eu cantava para eles
And I'd memorize each word               E eu memorizava cada palavra
Those old melodies                               Aquelas velhas melodias
Still sound so good to me                    Ainda soam boas para mim
As they melt the years away               Enquanto elas derretem os anos

Repeat (*)

All my best memories                       Todas as minhas melhores memórias
Come back clearly to me                  Voltam claramente para mim
Some can even make me cry            Algumas podem até me fazer chorar
Just like before                                  Exatamente como antes
It's yesterday once more                   É o ontem mais uma vez

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

"Faça Assim, Não Faça aquilo!"






Como professora de inglês, costumo assistir a vídeos de outros professores no YouTube, pois gosto de partilhá-los com meus alunos quando são bons. De fato, existem muitos vídeos com conteúdos interessantes, mas existe um tipo de vídeo que eu realmente não gosto: são aqueles que impõe suas ideias como verdades absolutas. Eles geralmente têm títulos que dizem: “Coisas que você nunca deve fazer ao estudar inglês,”  “Jamais diga isso” ou “jamais faça isso!” 

Eles causam pânico e insegurança nos alunos. Além disso, cada um sabe da sua maneira preferida de aprender, e o que serve para uns, pode não servir para outros. É claro que existem erros que devemos evitar, mas estas frases negativas e imperativas tiram do aluno a coragem de se comunicar. Antes comunicar-se com alguns erros do que ficar se preocupando demasiadamente em não errar, e ficar com medo de falar!

Tais vídeos podem conter dicas importantes; aconselho você a assisti-los, mas sem levar muito à sério as imposições dos professores. Filtre apenas o que é interessante. E se você alguma vez cometeu algum dos erros por eles indicados, relaxe, respire fundo e tente não cometer o mesmo erro da próxima vez. 





ALGUMAS AFIRMAÇÕES COM A QUAIS EU NÃO CONCORDO 👇


-“Jamais traduza textos do inglês para o português!” – Eu comecei a aprender inglês sozinha, em uma época em que a internet não existia. E foi através da tradução de textos e músicas que eu comecei a ter contato com o inglês. Funcionou para mim; não fiquei viciada em traduções, e com o tempo, não mais precisei traduzir nada. Pelo contrário; as traduções podem ajudar no início! Tudo depende de você: se não gosta de traduzir, esqueça as traduções; mas se elas o deixam mais confiante e confortável, vá em frente!

-“Só tenha aulas de conversação com nativos da língua!” – Moro em uma cidade pequena, e ter aulas com nativos da língua inglesa, na época em que eu estava aprendendo, não era nada fácil, além de estar muito acima do meu poder aquisitivo. Assim, eu fazia aulas de conversação em inglês com professores brasileiros. Somente bem mais tarde, quando já falava fluentemente,  eu pude ter aulas com ingleses, americanos e canadenses – e a opinião deles a respeito do meu inglês era unânime: “You speak very well, Ana!”. 

-“Esqueça a gramática! Estudar gramática é uma maneira antiquada de aprender inglês!” – Não posso concordar com isso! A gramática é fundamental para que se compreenda as estruturas de uma língua. Se você quer falar corretamente, mais cedo ou mais tarde precisará estudar gramática. 

-“Elimine o seu sotaque!” – Bem, acho que apenas se você viver em um país estrangeiro durante muitos anos, falando inglês e apenas inglês o tempo todo, pode ser que você chegue perto de perder totalmente seu sotaque. Mas se o inglês não for sua língua materna, isto dificilmente acontecerá. Tente falar o melhor que conseguir: ouça músicas, assista a filmes, ouça e repita várias vezes um texto. Uma boa ideia, é ler um texto enquanto o grava, e depois comparar a sua gravação com a gravação do texto original. E ir trabalhando até ficar o melhor possível. 
Seja você mesmo, descubra sua maneira de aprender e vá em frente! O importante é que você se sinta confortável, e que consiga aprender o máximo possível e com o menor nível de estresse. 

E seja sincero consigo mesmo: se você não está aprendendo, é porque não está se esforçando o suficiente. Palavra de quem aprendeu sozinha todas as estruturas básicas do inglês, e ao matricular-me em um curso com 6 níveis, entrei no nível 4. Sei do que estou falando: a vontade e a determinação em aprender farão com que você chegue lá. 




quarta-feira, 4 de outubro de 2017

LER, ESCREVER... ISSO É IMPORTANTE?






Você nasceu e aprendeu a falar sua língua materna; depois, conforme crescia, começou a aprender também a ler e escrever, pois é necessário, imprescindível, que desenvolvamos todas as habilidades de uma língua.

O mesmo eu posso dizer a respeito do inglês. 

Fico estarrecida quando ouço alguém dizer: "Só quero aprender a falar e ouvir!" Para mim, isto significa tornar-se um analfabeto em outro idioma! É preciso aprender a ler e escrever também. Quando você for utilizar o inglês no trabalho, certamente precisará ler e escrever corretamente. 


Quando o professor pede que você escreva uma redação ou leia um texto, ele está tentando aprimorar seus conhecimentos em todas as áreas. Não negligencie a necessidade de se ler e escrever em inglês! Nós, professores, não esperamos que você escreva como um Shakespeare...
...mas que consiga expressar suas ideias na língua inglesa, tanto quanto na língua portuguesa, e já tive alunos que aprimoraram bastante sua escrita em português ao começarem a elaborar textos em inglês. Por que? Ora, escrever ativa partes do nosso cérebro que estão geralmente adormecidas, estimulando a percepção e a criatividade.

Não perca essa chance!